3.1.07

O projecto:
O projecto Suburbe não surge para relançar a discussão ou desmistificar o conceito do Garffiti e restante cultura/ intervenção urbana. Pretendemos, numa visão pessoal, explorar novas possibilidades fotográficas e expor do que de melhor ou mais curioso se faz nesta área artística urbana (na qual tropeçamos diariamente). 
Esperamos que a nossa intenção de dignificar esta arte seja alcançada e que não nos tornemos em meras fotógrafas de paredes....

Duas lentes, duas visões, lugares diferentes.
Siri
Formiguinha do
Formiguinha Atómica


Podem contactar-nos através do sokedih [at] gmail.com


Informação sobre o Graffiti europeu. (tradução livre)


Speerstra – Graffiti and Comteporanry Art: http://www.speerstra.net

O fenómeno graffiti
O fenómeno que podemos observar actualmente e por todo o mundo chama-se Graffiti. Todo começou em Filadélfia na Pennsylvanie no final dos anos 60 com graffiters como o Cornbread e Cool Earl. O movimento graffiti expandiu-se rapidamente por toda Nova Iorque. Milhares de nomes pintados à bomba foram surgindo em construções, marcos dos correios, cabines telefónicas, túneis, autocarros e finalmente nas carruagens do metro.

Os tags de Taki 183 eram visíveis por toda Nova Iorque, foi entrevistado pela Nova Iorque Times em 1971. Demetrius o seu verdadeiro nome e de origem grega, 183 era o número da rua onde vivia. O seu trabalho de estafeta permitiu-lhe inscrever o seu nome por toda a parte durante as suas horas de trabalho. Outros graffiters conhecidos nessa altura eram: Joe 136, Barbara and Eva 62, Eel 159, Yank 135, Julio 204, Frank 207...

A cultura Hip Hop nos Estados Unidos e na Europa
A cultura Hip Hop , muito popular nos Estados Unidos, começou a desenvolver-se na Europa no início dos anos 80. Planet Rock" por Afrika Bambaataa tornou-se um hit planetário, os graffiters New-Yorkais foram convidados a expôr o seu trabalho nas galerias de arte europeias e os Breakdancers Rock Steady Crew iniciaram a sua torné O Hip Hop e graffiti eram amplamente difundidos nos meios de comunicação social. Graffiti aparecia regularmente em video-clips e livros. Filmes como "Style Wars " Tony Silver e Henry Chalfant e "Wild style " de Charlie Ahearn descrevem o movimento graffiti.

Os jovens artistas graffiters tais como Zephyr , Dondi White , Lee e Seen são considerados como estrelas de rock da cena ascendente do Hip Hop europeu.

O livro de Henry Chalfant e Martha Cooper intitulado Subway Art " rapidamente tornaram-se na Bíblia do Graffiti para os jovens graffiters e b-boys de Los Angeles a Amsterdão . O segundo livro de Chalfant , saído em 1987 e intitulado Spraycan Arte", documenta o graffiti nos muros por todo o mundo.

link do postPor siri, às 12:01  comentar



O Suburbe não surge para relançar a discussão ou desmistificar o conceito de cultura/ intervenção urbana.

Somos autoras das fotografias não das intervenções.

Isto é um blog, logo, as impressões eventualmente espelhadas são pessoais.


Para qualquer devaneio, existem as caixas de texto...




 
comentários recentes
Achei este blog bastante interessante e queria seg...
Mário Belém, Pedro Soares Neves, Vanessa Teodoro, ...
El St e Dalaiama :) obrigado pela foto, vocês cont...
Parabéns!Este site é espectacular, as fotos são ex...
It is sad that they are gone. Really want to come ...
Unfortunately, they didn't survided long. :(Hope f...
portugal street artist are very very good. I saw a...
Wow! It's so nice to see my diabinho here. thanks!...
grazi.
posts mais comentados
7 comentários
4 comentários
4 comentários
3 comentários
arquivos
2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


coisas e cenas


Licença Creative Commons

visitor stats

hit counter